sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

O velho Marx tinha razão



"Quanto menos você comer, beber, comprar livros, ir ao teatro, aos bailes ou ao bar e quanto menos você pensar, amar, teorizar, cantar, pintar, praticar a esgrima, etc; mais você poderá economizar e maior será o teu tesouro, que nem cupim, nem a ferrugem poderão estragar: o teu capital".

Karl Marx

Os Estados Unidos passaram a controlar o Citigroup. Mais uma medida do resgate que o Estado faz do sistema bancário privado.
Nas minhas épocas de militáncia quem falava em nacionalizar a banca era aquele barba marxista vermelho que andava com O Capital enfiado no suvaco.
Hoje, o próprio Alan Greenspan (ou "o camarada Greenspan" como sacaneia Paul Krugman) defende a intervenção do Estado no sistema bancário.

É impressão minha? Eu não vejo perplexidade ao meu redor.

5 comentários:

Bernardo Guimarães disse...

te prepara, amigo, perigas ver coisas bem piores!...

Daniela Figueiredo disse...

Grande Marx, ele tem razão. Mas se exagerarmos e deixarmos de nos mimar de vez em quando, que vida sem graça teremos!
Beijos, Juan. Estou um pouco sumida, o verão faz isso comigo, mas de vez em quando dou um jeito de visitar os amigos.

Janaina Amado disse...

É, Juan: tá tudo mesmo misturado, hoje em dia. Bom final de semana.
PS - De qual texto é este trecho de Marx?

Juan Trasmonte disse...

Jana, esse texto faz parte do Terceiro Manuscrito (1844), onde ele escreve sobre as necessidades, a produção e a divisão do trabalho.
Beijos

Ana Lúcia disse...

esse mundo dá mesmo muitas voltas