domingo, 11 de janeiro de 2009

Quem vem lá sou eu



Quem vem lá sou eu
quem vem lá sou eu
a cancela bateu
cavaleiro, sou eu...


E para completar uma semana de despedidas, Edith Oliveira, Dona Edith do Prato, subiu no mesmo dia em que foi Casemiro da Cuíca.
Guardiã do samba de roda baiano, mãe de leite de Caetano Veloso, que a levou pro estúdio em 1973, quando gravou o belo Araçá azul, que a crítica chamou de "experimental" porque não conseguia classificar. A voz de Edith abre o disco, acompanhando-se com prato de louça e faca: "Vamo embora pro sertão, oh viola meu bem, viola..."
Dona Edith só foi gravar seu primeiro disco com 86 anos. Já era uma jóia, agora é um documento invalorável, nascido também por gestão da família Velloso.
A foto maravilhosa foi feita pela querida Maria Guimarães Sampaio em 1975, e mostra Dona Edith, com a matriarca dos Veloso, Dona Canô e Mabel Velloso, em uma cena do cotidiano, improvisando um samba na cozinha.
Outras fotos lindas criadas por Maria da grande artista de Santo Amaro da Purificação -que não se dizia artista- estão no Continhos para cão dormir.

5 comentários:

rebloggando-requeri disse...

dia vem, dia vai, ano vem, ano vai, e você sempre me comove.
donde eu fui achar você??? beijo.

maria guimarães sampaio disse...

É isso aí, Rebloggando-requeri, nosso Juan é especialista em nos comover.
Beijos
Maria

Roberta Mattoso disse...

Acredito na verdade que muitas das vezes somos estrangeiros dentro de nossa própria pátria.Um exemplo disso são meus alunos que moram em favelas e que são criados com músicas e situações nas quais eu desconheço por completo. Somos todos brasileiros, mas as vivências e histórias nem sempre são comuns entre nós.
Nós deveríamos ser mesmo é do mundo, sem essas balelas de nacionalidade, sexo, credo e cor. Somos do planeta Terra que pertence ao Sistema Solar e ponto final.
Pra mim vc é brasileirão q, ao acaso do destino nasceu fora daqui, oká?!
Bjoks!
Ps.: vou tentar postar mais infos sobre a Lapa Legal...

Juan Trasmonte disse...

Roberta, acho que essa mensagem corresponde ao texto de cima, mas tudo bem, aqui é assim, o pessoal vai entrando e ficando a vontade.
A grande amiga Bia Alves diz que foi a cegonha que errou a rota rsss
beijos

Juan Trasmonte disse...

Maria, Regina, eu amo vocês