segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Savater e as fortalezas


Os países mais afortunados acham que podem fazer fortalezas e ficar lá dentro com o que precisam, com pobres suficientes para que trabalhem para eles, mas não incomodem. Mas este é um conceito errado, porque o mundo tem atingido tal nível de interconexão que, ou nos salvamos todos ou perdemos todos. Hoje ser cosmopolita e ser solidário é ser realista. Acreditar que é possível que alguns pequenos grupos salvem-se enquanto os outros perecem devorados por um mar de necessidades é um erro enorme. Ninguém salva-se nem afunda sozinho.

Fragmento da entrevista da jornalista Socorro Estrada a Fernando Savater, publicada ontem no jornal Clarín
Versão para o português de Juan Trasmonte
Foto de Santi Burgos

O espanhol Fernando Savater é o filósofo mais popular da terra dele. Polêmico e polemista, agora mesmo está envolvido em uma briga de intelectuais por ter redatado e defender o Manifesto pela Língua Comum (Manifiesto por la Lengua Común), que reclama pelos direitos lingüísticos dos hispano-falantes nas comunidades bilíngües da Espanha. Nascido no País Vasco, também é um ativo militante contra os nacionalistas etarras.
Mas, coincidindo ou não com as suas idéias políticas, é um prazer ler seus livros de filosofia, freqüentemente embutidos nas listas dos mais vendidos, entre os romances e as biografias que estão na moda. A nova obra de Savater, que motivou essa entrevista, chama-se A aventura do pensamento e traduz com simplicidade a obra de filósofos fundamentais para entender o desenvolvimento da civilização ocidental.

3 comentários:

RonaldJu disse...

Vim aqui na pisada, primeiro pelo imperdoável esquecimento de Newton Mendonça...segundo, parei neste post sobre as interconexões que me ajudou a refletir sobre coisas momentaneamente à superfície da minha cabeça. Eu e tu estamos interconectados por idéias, visões, sentimentos e emoções. E la nave vá...
Abração, amigo

Ciça e-promoter disse...

Obrigado pela participação na pesquisa do e-promoter, Juan! Beijos e boa semana para você!

Juan Trasmonte disse...

Valeu companheiros!