domingo, 7 de setembro de 2008

Ode ao fracasso tem o rosto de Mickey Rourke


O filme The Wrestler (O lutador, na tradução literal, só Deus sabe qual será o título em português), de Darren Aronofsky, acaba de ganhar o cobiçado Leão de Ouro no Festival de Veneza. Protagonizada por Mickey Rourke, conta a história de um lutador de luta livre que resiste o passo do tempo e o esquecimento.
Os críticos assistentes coincidem em salvar o filme estadounidense do tédio geral que invadiu à mostra, caraterizada sempre pela qualidade do cinema ali apresentado. Este ano, quase não houve filmes da América Latina.
O diretor de Requiem for a dream e Pi, as duas identificadas pelas suas audácias narrativas, abraçou o classicismo para contar uma história de perdedores que bem pode trazer paralelismos entre o personagem de Rourke e a sua própria vida. Sem um sucesso de bilheteria desde Orquídea selvagem (1990), o outrora moço que fazia suspirar as mocinhas, já foi um fracassado lutador de boxe, sofreu excessos químicos vários e virou uma sombra de si mesmo.
Como o cinema adora histórias de losers, esse Rourke caricato daquele, agora lhe oferece a possibilidade de dar a volta por cima. E pelo que parece, todos vamos nos-sentir um pouco redimidos com ele.

Foto de Mickey Rourke da agência AP

3 comentários:

Mara* disse...

Conheci o grosseirão e politicamente incorretíssimo Mickey contracenando com Robert De Niro no filme dirigido por Alan Parker, 'Coração Selvagem'. No último que vi, nem lembro o nome, fiquei impressionada com o seu rosto desfigurado, mais pelas cirurgias plásticas do que pelas lutas reais. Nas fotos mais recentes, parece que ele acertou na escolha do cirurgião.

Juan Trasmonte disse...

Bom Mara, acho que nessa foto ele foi favorecido, tem outras do Festival de Veneza que ele está acabadaço. E deve ter sido um caso médico mesmo, com certeza ele não escolheu um bom especialista.
Tenta pegar pra alugar aquele Rumble Fish, do Cóppola.
Obrigado por estar aqui
bjs

m disse...

Juan! já li..je