quarta-feira, 21 de maio de 2008

Darcy da Mangueira


Vem...Ouvir de novo o meu cantar
Vem ouvir as pastorinhas
A luz de um pássaro cantor
Yes nós temos Braguinha
Bela época
Quando o poeta floresceu
Oh! meu Rio
Então cantando amanheceu
Num fim de semana em Paquetá
Ouvi Carinhoso amei ao luar

Laura... que não sai da minha mente
Morena a saudade mata a gente

Hoje tem fogueira
Viva São João
Mané fogueteiro
Vai soltar balão

Carnaval!
O povo vibra de alegria
Ao cantar a tua poesia
Será que hoje tudo já mudou
Onde andará o arlequim tão sonhador
Chora pierrô, chora
Se a tua colombina foi embora
Canta!
A mulata é a tal
Salve a lourinha
Dos olhos claros de cristal

É no balancê-balancê,
Eu quero ver balançar
É no balanço que a Mangueira vai passar

Yes, nós temos Braguinha, samba enredo de 1984, de Darcy da Mangueira, Hélio Turco, Arroz, Jajá e Comprido


"Um bom samba tem de ser detalhado e não descartável".
Darcy da Mangueira (1932-2008)

Partiu o grande compositor mangueirense Darcy da Mangueira e com ele vão embora cinco décadas de samba. Fica o legado maravilhoso de muitos sambas enredo campeões como esse que homenageia Braguinha, O mundo encantado de Monteiro Lobato e Samba, festa de um povo. A nação verde e rosa está em silêncio.

2 comentários:

Bia Alves disse...

Sambista e militante. Saudades!

Juan Trasmonte disse...

Pois é, Bia, esse era do lado de cá...