segunda-feira, 25 de dezembro de 2006

Escuro


Estou chovendo aí?
Brilhando estou?
Eu só quero saber
sou muito escuro pra você?
Tá tudo meio assim
te-brilho vem me-ver
uns dias estou Gardel
sorriso perfeição
uns dias não sei não
tô negro quieto no canto
uns dias canto baixinho
bossa nova acalanto
digo doce no ouvido
outros dias nem consigo
latir para te afastar
te chovo te raio sol
estou assim Miracema
cavalo de Troia andor.

2 comentários:

Luciane Goldstein disse...

lentamente, novamente, comendo seus versos... permite-me?

Juan Trasmonte disse...

Você continua antropofágica. Como não te permitir se eles nasceram para serem comidos?