quinta-feira, 8 de fevereiro de 2007

Kassin é o cara



Quando eu penso em viagens espaciais
e nos amigos deliais
fico tonto sem saber como que vai dar pra entender
o genoma e os neurônios saltitantes
clones humanos e implantes
o futuro até parece uma brincadeira delirante
Mas se você quiser meditar, no futurismo
e tudo o que deixamos passar, sem se importar
parece que perdemos o senso de humanismo
e agora a água pode acabar

"Existem milhões de neurônios em nossos cérebros. Desses milhões de neurônios, uns poucos, só alguns poucos, são neurônios saltitantes. Conseguem captar as características mais novas, dentro do cérebro da mãe e do pai, que serão transmitidas aos seus filhos e filhas."

Quando penso nos amores virtuais
nas maquinhinhas digitais
fico sem saber como fazer pra me convencer
o genoma e os neurônios saltitantes
ficam alegres e falantes
o futuro até parece com uma patada de elefante
e a natureza serve só para combustível
e tudo o que deixamos queimar,
sem se importar
parece que perdemos o senso e o juízo
e agora o mundo vai se esquentar.

Futurismo, de Domenico e Kassin, do álbum homônimo do Kassin+2. O trecho do meio é uma fala que gravou Jorge Mautner. Na foto, Domenico, Kassin e Moreno na Lagoa.

Um comentário:

luluzinha disse...

kassin é o cara. assino embaixo!